segunda-feira, 28 de maio de 2007

Cabra-cega

Cada vez entendo menos sobre coisas tão intelectuais, cada vez entendo menos sobre as lutas, sobre as fomes em todos os aspectos, cada vez que tento entender, me perco, me cego.

Os lugares-comuns são as únicas coisas que saem nesse momento de mim, assim como as únicas coisas que consegui ler em tantos dias passados, as pessoas murmuram asneiras e terminam com citações de filósofos, repetem frases feitas e consultam as mais difíceis no Aurélio.

Exaustão!

A discriminação no grupinho dos intelectuais está além de sua roupa está na linguagem mecânica das ONGs e dos palestrantes natos.

Ps apenas pra constar: onde cada um quer ir com tanto verbete assim?

quarta-feira, 23 de maio de 2007

Qualquer semelhança é mera provocação.




Pê-ésiiiiiiii!!!!! de Lucy: isso não foi nada original!

terça-feira, 22 de maio de 2007

Ana Clara, a minha quase Mafalda.



Ana Clara foi visitar uma igreja com a minha mãe.

(O Fábio e eu não temos religião definida, então não conversamos muito com Ana Clara a respeito.)

Chegando à igreja, Ana Clara, em tom mais alto do que o de costume mandou:

- Vovóóóóó! Cadê o papai do Cééééééu????

Todos na igreja olharam...

E ela não entendeu ainda o porquê dele não estar lá...

***

- Mamãe vou escrever uma carta!
- Pra quem Ana Clara?
- Para o Papai do céu, quero pedir pra ter neve aqui!
- Filha, aqui não neva...
- Então me leva pro Discovery Kids que lá eu sei que tem neve.

***

- Mamãããããããe! -Ana Clara sentada em frente ao PC – É dablio, dablio, dablio e cadê o ponto????



Um P.S. e uma conjugação de Ana Clara: Nuvem, não chova mais!!! eu já molhei as plantinhas...

segunda-feira, 21 de maio de 2007

Finazzi

Hoje não estou disposta a falar dos amores, a falar do fim de semana com tristeza, falar de qualquer coisa sentimentalista.

***

Escutando The Strokes

Sentindo cheiro de morango do Trident que mastigo.

Detalhista?

***

Ontem ao assistir ao jogo do corinthians fiquei pensando: Conheço esse Finazzi de algum lugar... Não, não é de outro clube... Sim! Ele é ator e tem um papel em Lazy Town!!!!
Quem tem criança sabe...Discovery Kids além de corroer cérebros infantis, faz isso com os dos adultos.

Pensei: vou fazer a comparação e colocar no meu blog, me achando a pessoa mais criativa do dia, vim fazer a pesquisa e vi que já tinham pensado nisso...

Não sou a primeira nem mesmo nas bobagens!

O globo esporte foi mais ágil!




Ps.previsível: Robbie Rotten o personagem de Lazy Town é o Vilão preguiçoso. Como será Finazzi no brasileirão?

domingo, 20 de maio de 2007

Ela tá sarando!

E eu tô feliz! Digo isso sem Pê-éssis...

sexta-feira, 18 de maio de 2007

Das dores, dos amores.

Há coisas que você só descobre quando tem uma criança, inclusive que não se tem uma criança, se acompanha uma criança, ela não é só sua, ela é parte do mundo, ela vai crescer e você vai atrás.

Descobre a garganta inflamada e até começa a acreditar que gelado faz mal.

Acredita em Deus ou em qualquer força maior que te ajude na madrugada de plantão ao lado da cama, com dor, com tristeza.

Descobre que você sentiria dor no lugar dela.

Que você é menos forte do que gostaria, porém, menos fraca do que imaginava.

Frases de propaganda que hoje fizeram parte da minha realidade...mas não há benegripe ou tylenol que cure mãe de criança doente.



Ps física quântica: Quatro horas de madrugadas de balada passam mais rápido que quatro horas de madrugadas com crianças com febre.

segunda-feira, 14 de maio de 2007

Um dia cinza nada chumbo, um dia cinza de pelúcia.

Segunda-feira me dá preguiça como todos os dias, porém, dias que acordo cedo como hoje, me torno hiperativa. Acordei em São Paulo, dia nublado, trânsito, e eu correndo...correndo pra comprar chupeta numa drogaria onde já comprei pílula do dia seguinte (ironia do destino).

Gosto mais de mim hoje. A menina que corre comprar chupetas e as fivelas pra tirar a franja do olho da filha que já impõe condições como as de não cortar o cabelo. E eu que odeio datas comemorativas, até gostei de receber feliz dia das mães e um beijo lambuzado de alegria.

Na vinda, ônibus quase lotado. Ao meu lado uma quase Pollyana que sorria e se divertia com a Ana Clara, encantaram-se uma pela outra. Pollyana é menina“do norte” e visitava pela primeira vez Sorocaba, um encanto de pessoa. (Sempre considero esses encontros pontos de exclamação nas frases de minha vida, encontros com pessoas que você talvez nunca mais veja ou se as vir nunca mais reconheça... as moléculas seres-humanos).

Recebi um e-mail da Flávia, minha grande amiga de pré e de adolescência e de mundo meio adulto, hoje a gente se fala menos, mas parece que nos falamos sempre...O e-mail me fez ficar mais nostálgica ainda...

Os sonhos que a gente tinha, os que ainda tenho, os que me fazem rir.

Saudades hoje de tanta coisa, de tanta gente.

Mas vou pra academia agora, quem sabe a nostalgia termine nas primeiras abdominais e eu vire enfim uma mamãe gostosa... né, Bir? hehehe


Boa Semana pra todos!

Ps nostalgico que não tem cura...haja neosaldina: Só o cheiro do teu cheiro não consegue ser tão fulgaz...

quarta-feira, 9 de maio de 2007

Pausa para os comerciais

Este é trabalho-lazer de Rodrigo (Barão do Pirapora).





Ps Legendas: Lendários cabelos no André, louríssimo Felipe e Renê moderninho...

terça-feira, 8 de maio de 2007

Da semana sem posts.

• A socialização de um quarto só vale à pena, quando a alma dorme cedo e acorda tarde. ( se a alma for a sua irmã e ela for jovem e cheia de baladas noturnas e reuniões matinais, esqueça!)

• Ser mãe e ser guerrilheira às vezes, muitas vezes, dá no mesmo.

• Academia dói mais no terceiro dia.

• Falando em academia... a Sheila’s Ballet de Piedade ficou em terceiro lugar em New York.

• O time do Santos tem seis torcedores aqui em Piedade ( Se é que contabilizei certo)

• Vanish é a melhor coisa para uma camiseta branca de uniforme com tinta vermelha, mesmo sabendo disso, me esqueço de comprar.

• A Virada Cultural é bacana, mas não carecia de minha presença (meu edredom também tava bom, quente, aconchegante, com alguma coisa pra me ensinar)

• O Caetano Veloso (depois de me irritar com entrevistas malas) falou o que eu gostaria de dizer pro folhateen. (dá-lhe tiaaaaa!)

• Álvaro Pereira Junior chega a ser quase o Lobão dentro do caderno da Folha e é incrível como ele se torna quase o “Lobão-acústico-MTV“ quando está na globo.

• Até o coração de seu melhor-amigo-camisa-preta um dia se apaixona de verdade... (comentar a paixão num próximo post)

Filmes que iniciam mal geralmente continuam assim até o fim.

• O Papa chega... é a visita do Papa, vem o Pan, vem Bush ou CPI, ataques, fugas e seqüestros. Os dias são mais quentes, são iguais, mudam as visitas.


Boa Semana!

Ps numeral ordinal: É quinto dia útil. O banco cheio. O bolso vazio. E eu...
pensamentos inúteis.


Ps investigativo, imoral e preguiçoso: Alguém sabe se nesta semana terá ponto facultativo em São Paulo?

terça-feira, 1 de maio de 2007

Hey Joe



Domingo assisti ao fantástico pela madruga, tempos que não assistia. Uma matéria sobre os meninos travestidos em São Paulo me comoveu como há tempos nada me comovia, sonhos estranhos, caminhos com curvas perigosas, meninos tão meninos...


Drogas. Silicones comprados em lugares que vendem peças pra automóveis, os mesmos que param nos pontos com seus donos, querendo fantasias, sexo com drogas, sexo com silicone...


Sexo com o lugar nenhum, com o seus traumas com seus fantasmas.


No fim da matéria, um enterro. Como sempre as TVs e seus dramas comerciais fazem, o menino no caixão, uma amiga e a cafetina.





Chorei.





Ps. gringo.: Hey Joe, where you goin' to run to now, where you, where you gonna go?